terça-feira, 20 de julho de 2010

Revelação


Esse miniconto foi escrito especialmente para o blog http://minicontosperversos.blogspot.com


O homem já observava aquela garota há dias. Na fatídica noite escondeu-se perto de um terreno baldio, onde à espreita, tal qual uma ave de rapina, aguardou a menina de seios e bunda volumosos passar. Quando ela chegou, pulou sobre seu corpo, levantando sua convidativa saia e rasgando-lhe a calcinha. A menina começou a gritar, mas, dessa vez, o grito não era igual ao das outras vítimas; era diferente, até broxante:

-Isso! Vai! Me fode gostoso! Assim de quatro! Nem quero ver a sua cara! Vai!

Não entendeu a reação da menina. Ela deveria estar apavorada. Curiosamente, aqueles gritos convidativos não lhe fizeram bem. Pelo contrário; levantou-se desanimado e já sem ereção alguma.

No dia seguinte, internou-se numa clínica para viciados em sexo. Ao chegar à primeira reunião, não acreditou no que viu. Lá estava, no palco, a menina da noite anterior:

-Oi, meu nome é Sheila e eu sou viciada em sexo!

8 comentários:

Luna Sanchez disse...

Bem feito pra ele!

:p

ℓυηα

Vampira Dea disse...

Eu já deixei um tarado sem ação tb.Qd tinha 14 anos fui buscar agua em uma bica e o tarado já estava lá me esperando prontinho; coloquei as mãos nas cadeiras e perguntei se ele não tinha vergonha na cara e não respeitava as pessoas. O bichinho ficou sem ação, tempos depois me bati com ele na rua e ele desviou o caminho.

Mari - é como quero ser chamada. disse...

Sabe que já pensei nisso como uma saída para (deusmelivreguarde) um eventual estupro????
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
será que daria tão certo assim?

Patricia Garbuio Bittencourt disse...

Como a Mari,também já pensei numa saída dessa,agente passa cada uma,pode acontecer...
Gostei!Bjsss

Ragas disse...

Mulheres, agradeço a todas pelos comentários. É muito bom ver esse conto segundo a perspectiva feminina.

Abrazzo Ragazzo

minicontosperversos disse...

Já tá lá Ragas. Fechamos a semana com seu ótimo conto! Abrazzo!

Única e Exclusiva disse...

O afrontamento acaba com qlquer armação. Este da ninfo foi hilário! Eu queria viver algo assim, nem q fosse de brincadeira.

Bjos ú&e =***
PS.: Obrigada por me seguir. E qm sabe eu não feche o blog!

Ceres Marcon disse...

Reações inesoeradas podem gerar comportamentos tão inesperados quanto.
Não sei se a reação do estuprador seria essa, mas passam coisas pela nossa cabeça com relação a esses fatos.
Como reagir? Teríamos tempo suficiente para conseguirmos reagir?
Vou lendo os outros com calma.
Sucesso!